Você está aqui: Página Inicial / Ações do CFA / Artigos de Adm / Artigo dos usuários / Agora é oficial!

CFA

Agora é oficial!

Por Adm. Sebastião Luiz de Mello

 

É possível criar uma organização sem o mínimo de planejamento, mas é difícil mantê-la funcionando sem uma administração profissional

Ao assinar a Lei N° 12.967, em 6 de maio de 2014, a Presidenta da República, Dilma Rousseff, oficializou o 9 de setembro como o Dia Nacional do Administrador dando uma nova dimensão à data  em que a profissão foi regulamentada pela Lei nº 4.769, há quase cinco décadas, quando também foram criados os Conselhos Federal e Regionais de Administração (CFA e CRAs), fortalecendo e ampliando o reconhecimento da categoria para o conjunto da sociedade.

Este é, portanto, um bom momento de ressaltarmos o aparecimento da organização empresarial e da moderna administração atual, que ocorreria apenas no final do século XVIII com o fenômeno da Revolução Industrial, iniciada na Inglaterra com a invenção da máquina a vapor, por James Watt. Finalmente no início do Século XX a Administração obteve o status de ciência, quando o engenheiro americano Frederick Winslow Taylor publicou, em 1911, sua mais importante obra “Princípios de Administração Científica”. Outros importantes estudiosos da Ciência da Administração – Henry Fayol, Max Weber, Frank Gilbreth, Henry Ford e, mais recentemente, Peter Drucker e Idalberto Chiavenato, entre outros – transformaram a arte de administrar na ciência que hoje congrega uma eficiente comunidade espalhada por todo o planeta.

Comemorando mais este passo importante não é demasiado relembrarmos um pouco da história da Administração — que remonta há 5.000 a.C. quando o povo Sumério desenvolveu a escrita cuneiforme, possibilitando os primeiros registos administrativos, econômicos e políticos que se tem notícia.  A partir daí, os egípcios passaram a adotar um modelo de administração pública sistematizada e organizada e os chineses, mestres também na arte de administrar, instituíram a Constituição de Chow, com seus oito regulamentos e as Regras de Administração. Neste contexto, duas instituições se destacaram: a Igreja Católica Romana, considerada a organização formal mais eficiente da civilização ocidental, e as Corporações Militares, com sua rígida hierarquia de poder, passaram a adotar os princípios, práticas e estratégias administrativas utilizadas pelas grandes empresas.

No atual patamar de desenvolvimento da sociedade moderna a figura do administrador assume relevância cada vez maior o que torna este profissional cada vez mais requisitado nas tarefas de planejar, organizar, coordenar e controlar as atividades e processos das organizações – públicas ou privadas. E sua maior contribuição é a de proporcionar o desenvolvimento socioeconômico e da sociedade em geral, com atuação nas diversas áreas organizacionais: produção, finanças, patrimonial, logística, mercadológica, administração de pessoas, orçamento, sistemas & métodos, etc.

Com o progresso muitas vezes vertiginoso em todos os campos do conhecimento, a evolução e aperfeiçoamento dos cursos de Administração atraem cada vez mais jovens empenhados em se destacarem no cenário empresarial. Dentre as diversas graduações do país esta é a que apresentou o maior número de matrículas em 2012: 848.915 de acordo com Censo da Educação Superior INEP/MEC. É importante comemorar também o fato de que, em janeiro de 2014, foram contabilizados 343.647 profissionais registrados nos Conselhos Regionais de Administração (CRAs).  Este excelente desempenho se deve, entre outros fatores, ao vasto mercado de trabalho brasileiro que se encontra à disposição deste profissional, no setor privado ou público, com vínculo de emprego ou atuando como autônomo, consultor ou gestor de seu próprio empreendimento empresarial. Lembremos que é possível criar uma organização sem o mínimo de planejamento, mas é difícil mantê-la funcionando sem uma administração profissional.

O deputado Sandro Mabel (PMDB-GO), autor da Lei que criou o Dia Nacional do Administrador, fez uma declaração que tenho orgulho de transcrevê-la: “Sou administrador e sei que a categoria merece essas e outras vitórias. Admiro muito esses profissionais que dedicam sua vida para e pela administração. Temos que valorizar isso. Vou continuar trabalhando para que os administradores sejam ainda mais reconhecidos”.

Agora é oficial! 9 de setembro é o Dia Nacional do Administrador.

Adm. Sebastião Luiz de Mello
Presidente do CFA