Você está aqui: Página Inicial / Ações do CFA / Artigos de Adm / Artigo dos usuários / Remuneração estratégica nas empresas de São Bento do Sul

CFA

Remuneração estratégica nas empresas de São Bento do Sul

Impleentação de estratégia do PDIC-Programa de Desenvolvimento Industrial Catarinense

Remuneração estratégica São Bento do Sul competências

Por Paulo A.Accorsi de Godoy

Remuneração estratégica nas empresas de São Bento do Sul

 

Recentemente, um dos jornais de São Bento do Sul, publicou reportagem sobre o Programa de Desenvolvimento Industrial Catarinense tratando inclusive da carência de profissionais qualificados, compreendendo os cargos de gestão.

Destaca que mais de 30 por cento dos cursos de graduação e pós-graduação em Santa Catarina estão ligados às atividades do setor de madeiras e móveis, atividades econômicas expressivas na economia local.

Mais adiante indica as indispensáveis ações da área de recursos humanos para solucionar o problema de atração e retenção de bons profissionais.

Uma das alternativas do programa é a instituição de planos de cargos e salários atrativos.

Até em períodos relativamente recentes, diversos métodos e técnicas de administração de cargos e salários poderiam conduzir a um satisfatório resultado.

No momento atual, em São Bento do Sul, o estágio adiantado de desenvolvimento das atividades econômicas, a significativa diversificação das empresas, as relações favoráveis de trabalho e novas demandas da sociedade recomendam a estruturação de eficazes planos de cargos e salários, que contribuam segura e decisivamente com resultados para os objetivos e estratégias das organizações.

Nessa linha, há planos de remuneração que acertadamente estabelecem importância tanto ao conhecimento como a outras variáveis de igual influência para as estratégias de atração e retenção de bons profissionais.

Um plano de cargos e salários que bem atende aos interesses das empresas e sociedade de São Bento do Sul é o de remuneração por competências, compreendendo o conjunto de conhecimentos, habilidades e atitudes correlacionadas e interdependentes. Dessa forma valoriza – se o capital humano ao mesmo tempo em que há maior efetivação das “competências que garantem o sucesso da empresa”

O importante e indispensável conhecimento encontra-se em expressiva quantidade e qualidade em Santa Catarina como já mencionado, havendo planos de cargos e salários conferindo considerável ênfase a esse fator.

Em São Bento do Sul, o panorama socioeconômico de 2014 ao relacionar cursos livres e técnicos, ensino superior e pós-graduação sugere a expressiva atuação de entidades voltadas à difusão de conhecimentos no município.

Com uma oferta de cursos em níveis apropriados e a próxima efetivação de novos centros educacionais e de pesquisas identificados às necessidades do município, parece-me ser um momento propício para o estabelecimento de sistemas de cargos e salários que privilegiem a interação desse conhecimento (saber o quê, saber o porquê) com habilidades (técnica, capacidade – saber como) e atitudes (identidade, determinação – querer fazer).

O sistema de remuneração por competências “estimula a competitividade – de uma forma positiva, esta competição traz para a empresa benefícios, mantendo seus funcionários sempre atualizados, aumentando seu nível de profissionalização”.

Outras diretrizes para a eficácia dos planos de remuneração na atração e retenção de bons profissionais consistem na inclusão da sustentabilidade nas políticas salariais e um direcionamento flexível, estratégico e desenvolvido com forte integração com as áreas das organizações.

Revista RBA

 Pesquisa Perfil 2015

Paulo Afonso Accorsi de Godoy GodoyPaulo Afonso Accorsi de Godoy Godoy Graduado em Administração de Empresas. Complementação Pedagógica – um ano letivo- na Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1979). Dois anos no Mestrado em Administração, com área de concentração em Administração de Recursos Humanos – Instituto Metodista de Ensino Superior (l981/2). Diversos cursos de especialização. Publicação de artigos em jornais, revistas e sites especializados. Palestrante em dois congressos. Experiência profissional em empresas de São Paulo na administração de recursos humanos com ênfase em administração de cargos e salários. Conhecimentos nas demais áreas. Atuação em auditoria e em 1989 no TIT Tribunal de Impostos e Taxas da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo. Inscrito no CRA/SC número 22 380. E mail paagodoy@gmail.com
Administração de R.H. e a geração de lucros em empresas 11 meses atrás
Remuneração estratégica nas empresas de São Bento do Sul 11 meses atrás