Você está aqui: Página Inicial / Ações do CFA / Artigos de Adm / Artigo dos usuários / Responsabilidade Social empresarial

CRA-SP

Responsabilidade Social empresarial

Comments
por Pedro Henrique Faria Carvalho da Costa ” 25/03/2014 23h33

Por Adm. Pedro Henrique Costa

Responsabilidade Social Empresarial são ações das empresas que beneficiam a sociedade. São causas sociais relevantes para as comunidades, contribuindo com a política social. É uma forma de gestão que pretende diminuir os impactos negativos no meio ambiente e comunidades, preservando recursos ambientais e culturais, respeitando a diversidade e reduzindo a desigualdade social. São as corporações se conscientizando do seu papel no desenvolvimento na comunidade que está inserida, criando programas que levam em consideração a natureza, economia, educação, saúde, atividades locais, transportes.

As áreas que recebem essas ações vão desde o meio ambiente – onde empresas reflorestam árvores no lugar das que foram derrubadas, por exemplo - passando por áreas de saúde, projetos culturais, conservação do patrimônio público, proteção aos animais e filantropia.

O auxílio pode chegar por meio de programas de recuperação da área de onde está instalada a empresa, programas sociais de desenvolvimento sustentável, projetos educacionais da preservação da natureza, trabalhos voluntários por parte dos funcionários, criação de emprego e renda na comunidade, obras que beneficiam a área que está presente a empresa, ceder espaço para atividades, doações em dinheiro, roupas ou alimentos, e patrocínios de projetos culturais.

Uma empresa que trabalha o conceito de que o bom relacionamento com a comunidade é tão importante quanto apresentar ao mercado produtos de qualidade, faz seu produto se tornar altamente valorizado perante uma grande parcela dos consumidores. Aumenta a satisfação dos clientes e até torna-os mais fiel a marca, ganhando vantagens competitivas perante seus concorrentes. A sociedade costuma valorizar empresas que praticam a filantropia ou que protege o meio ambiente, tanto que muitas pessoas pagariam mais por produtos que são politicamente corretos. 

Uma ação social pode e vai além do altruísmo. Por trás de uma ideia generosa, pode estar incentivos oferecidos pelo governo, como diminuição dos encargos fiscais, imunidades ou isenções tributárias, como abatimento no imposto de renda. E mais, uma empresa que pratica um programa social de sustentabilidade, não só garante a não escassez de seus próprios recursos, como também evita prováveis processos ambientais. A iniciativa privada tem um papel no desenvolvimento da sociedade onde se estabelece. Ambas necessitam uma da outra.

É uma via de mão dupla, onde todos se beneficiam: a comunidade que ganha em ajuda, e as corporações, que praticando a responsabilidade social  está agregando valor ao produto que oferece. E essas empresas que não acompanham as ações e nem divulgam os resultados, deixam de aproveitar a oportunidade de melhorar sua imagem perante seu público. Ser responsável socialmente é uma tendência empresarial contínua e definitiva. 

REFERÊNCIAS

 BEDÊ, Marco Aurélio. Responsabilidade Social nas Micro e Pequenas Empresas. São Paulo: SEBRAE, 2006

 TACHIZAWA, Takeshy. Gestão Ambiental e Responsabilidade Social. 3 ed. São Paulo: Atlas, 2005

 ETHOS, Instituto. O que é RSE. Disponível em: http://www1.ethos.org.br/EthosWeb/pt/29/o_que_e_rse/o_que_e_rse.aspx Acesso em: 23/04/13

 PRADO, Thays. Por um mercado socialmente responsável. Planeta Sustentável. Disponivel em: http://planetasustentavel.abril.com.br/noticia/eventos/conteudo_270915.shtml

Acesso em: 23/04/2013

 ROTHGIESSER, Tanya. Quem é socialmente responsável? Responsabilidade Social. Disponível em: http://www.responsabilidadesocial.com/article/article_view.php?id=423 Acesso em: 23/04/2013