Você está aqui: Página Inicial / Ações do CFA / Artigos de Adm / Artigo dos usuários / Sustentabilidade e seu verdadeiro valor

CFA

Sustentabilidade e seu verdadeiro valor

Um dever de cada um porém uma missão para todos.

Comments
por Paulo Henrique de Oliveira Santos ” 12/04/2016 22h09
Colaboradores: Cíntia Alves Sanches
O cenário atual mostra tendências cada vez mais inovadoras sendo desenvolvidas pelas organizações. Podemos perceber tais mudanças em nós mesmos e no meio em que estamos associados. São de simples ações cotidianas até projetos elaborados e estruturados com acompanhamento desde sua implantação até a conclusão. Nesse sentido se faz necessário um olhar mais abrangente quando falamos em Sustentabilidade, pois, logo associamos a projetos desenvolvidos por grandes empresas e não é bem assim. Todos temos papeis a desenvolver nesse ciclo e o empenho de cada um em particular soma forças para atingir resultados favoráveis para um todo. Assim é preciso se livrar desde paradigma e pensar no hoje para se viver o amanhã. Por isso através deste artigo com o objetivo de deixar transparentes questões sobre a sustentabilidade onde foram consultados sites de institutos a fim de, enriquecer o conteúdo abordado.

Por Adm.Paulo Henrique de Oliveira Santos

Introdução e Entendimentos

O termo sustentabilidade está muito além de se pensar em uma árvore que é derrubada, de um lixo que é despejado sem tratamento em um aterro ou do esgoto que é lançado em um rio, temos que entender que todas essas ações são consequências de uma simples característica que falta ser esculpida no ser Humano: A Cultura. Temos que aprender a transformar nossa cultura, não digo mudar mais sim melhorá-la. Ao passo que em breve não conseguiremos mais lidar com essas transformações que vem ocorrendo.

Partindo desse principio ficou clara a necessidade de se buscar novas formas de lidar com os problemas que enfrentamos hoje, congressos estão sendo organizados, encontros para discussões atitudes estão sendo tomadas. Assim precisamos pensar em todos os canais que envolvem a sustentabilidade que denominamos Tripé: Social, Ambiental e Econômico.

Social: Relacionado com a Comunidade, ou seja, todos os indivíduos formam uma comunidade que por sua vez fazem parte de um projeto tanto realizado por uma organização quanto individualmente.

Econômico: Mercado utilização de recursos, comércio e afins.

Ambiental: Uso de fontes renováveis, tecnologia limpa entre outros.

              No geral participamos de uma luta para manter a estabilidade desse tripé, pois, se por alguma razão houver algum desequilíbrio ou adversidade em um dos pilares desencadeará mudanças extremas, mudanças essas podemos ter uma noção vista atualmente pelo inicio de abalos nesse sistema.

         Assim podemos dizer que nossos hábitos de consumo são nada mais nada menos que vícios de nossa cultura e esse consumo faz parte de nossa existência, porém, é necessário que ele seja controlado.

              Como havia dito estamos totalmente envolvidos em todos os níveis do tripé da sustentabilidade e sendo assim, não devemos dizer que a responsabilidade pela Administração desse tripé somente diz respeito às empresas. Temos uma fatia de direitos e deveres a serem tratados de forma transparente e com igualdade.

              Atualmente vários canais que mostram um pouco desse desenvolvimento, institutos como Ethos e o Akatu fazem parte desse processo e possuem trabalhos que grande importância e valor para essa transformação.

Conclusão   

              É possível que consigamos parar e pensar mais a além das responsabilidades dos outros e tomar nossas próprias decisões baseado em modelos sólidos que mesmo que indiretamente nós mostram um norte a ser seguido, temos que nos tornar independentes e cobrar na hora certa, porém, fazer por onde mostrar que podemos reivindicar algo tendo visto o que  “Eu” em quanto ser humano pude contribuir.

          Observe seu dia a dia, tudo que acontece e se parar ao final dele para fazer uma sucinta análise poderá perceber que não a nada que não possa ser mudado ou trabalhado de forma diferente. É esse o objetivo proposto, no entanto com o foco na cultura consciente de cada um.