Você está aqui: Página Inicial / Edições / 112 / A TECNOLOGIA E AS DORES [MATÉRIA]

A TECNOLOGIA E AS DORES [MATÉRIA]

por Administrador do portal 01/07/2016 11h56

Especialistas mostram como é possível ficar livre dos problemas posturais causados pela longa exposição aos computadores e dispositivos móveis.

POR CINTHIA ZANOTTO

Já virou rotina na vida de muita gente passar horas diante de computadores, tablets e smartphones, seja por motivo de trabalho ou lazer. Durante o tempo dedicado ao ambiente virtual muitos acabam por não dar atenção para a própria postura e permanecem sentados em posições desconfortáveis. Como a cabeça não é nada leve, a coluna vertebral é pressionada. O resultado desse hábito não é bom. Dores musculares são só o começo.

“Em longo prazo, o desequilíbrio biomecânico da musculatura pode ocasionar problemas posturais mais graves e escolioses. Pessoas com predisposição genética podem apresentar algum processo degenerativo precoce na coluna vertebral e sintomas mais intensos com as alterações posturais”, fala João Paulo Bergamaschi, ortopedista e cirurgião de coluna da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo e da Clínica Kennedy São Paulo.

Para Maurício Garcia, coordenador do Setor de Fisioterapia do Instituto Cohen, há consequências que chegam a incapacitar as pessoas para exercer atividades no trabalho. “Nos dias atuais as pessoas estão cada vez mais envolvidas com as tecnologias e perdendo a relação do que isso pode trazer de prejuízo para o corpo. A tecnologia toma espaço e reflete em efeitos desastrosos para a saúde”, declara o fisioterapeuta.

Confira toda a entrevista na Integra, e na revista impressa, edição 112, páginas 42 a 43.