Você está aqui: Página Inicial / Serviços / Notícias / CFA / Perfil do Administrador e Tecnólogo

CFA

Perfil do Administrador e Tecnólogo

Comments
por imprensa 22/12/2015 15h43
Sexta edição da Pesquisa realizada pelo CFA traçou perfil do profissional de Administração

 

No ano do Jubileu de Ouro da Administração, o Conselho Federal de Administração (CFA) realizou, em parceria com Fundação Instituto de Administração (FIA) e os Conselhos Regionais de Administração (CRAs), a 6ª edição da Pesquisa, Formação, Atuação e Oportunidades de Trabalho do Administrador e a 1ª edição do Perfil do Tecnólogo em determinada área da Administração. O levantamento, cuja coordenação ficou a cargo da Câmara de Formação Profissional do CFA, foi feito no período de abril a novembro de 2015 e teve como objetivo principal reanalisar cenários e identificar tendências para a profissão do Administrador e do Tecnólogo no país, envolvendo os públicos-alvo: Administradores, Tecnólogos, Coordenadores/ Professores de cursos de graduação em Administração e Empresários/ Empregadores. 

Os resultados da Pesquisa já podem ser acessados no site do CFA: www.cfa.org.br. A publicação "Sumário Executivo" referente à 6ª edição da pesquisa será divulgado no site do CFA a partir da segunda quinzena do mês de janeiro. A Pesquisa ouviu mais de 20.500 pessoas em todo o país entre Administradores, Tecnólogos, professores e coordenadores do curso de Administração e empresários. O estudo compreendeu duas fases: qualitativa e quantitativa. Na primeira delas, foram realizadas entrevistas em profundidade, aplicadas aos líderes de empresas inseridos e atualizados quanto a realidade do mercado de trabalho. Nesta edição da Pesquisa, foram feitas entrevistas em profundidade com profissionais da          AMBEV – representando o setor industrial; CARREFOUR – representando o setor comercial; Banco do Brasil – representando o setor serviços; e da Secretaria de Micro e Pequena Empresa da Presidência da República – representando o maior segmento quantitativo de organizações do país. 

Na fase qualitativa, a metodologia adotada pode ser caracterizada como censitária, com múltiplos objetivos. A coleta de dados foi realizada com aplicação de questionário por autopreenchimento, via internet. 

“A pesquisa atende aos Administradores e Tecnólogos em Determinadas Áreas da Administração. Além disso, buscou informações sobre o ensino da Administração, antecipando tendências, entre outros”, disse o presidente do CFA, Adm. Sebastião Luiz de Mello. 

Perfil do Administrador – Segundo a Pesquisa realizada pelo CFA, a maioria dos Administradores brasileiros é do sexo masculino, casado e com dependentes e com idade entre 31 e 35 anos. Esse administrador é egresso de universidades particulares, sendo que concluiu o curso de Administração entre 2006 e 2011. Além disso, a maioria possui especialização em alguma área da Administração. 

O estudo revelou, ainda, que a maioria trabalha em empresas privadas, de grande porte e no setor industrial, ocupando cargo de Gerência e de Analista. Esse Administrador atua nas áreas de Administração e Planejamento Estratégico, possui Carteira Profissional assinada, tem registro no CRA e sua renda individual mensal situa-se entre 3,1 e 10 Salários Mínimos, com a renda média mensal de 9,24 Salários Mínimos. 

Perfil do Tecnólogo – Entre os Tecnólogos, a maioria também é formada por homens casados e com dependentes. Porém, são um pouco mais velhos que os Administradores: têm idade entre 36 e 40 anos. Eles são egressos de universidades particulares e concluiu o Curso Superior de Tecnologia entre 2006 e 2011 na área de Processos Gerenciais e/ou Gestão de RH. 

Além disso, a maioria trabalha em empresas privadas, de grande porte e no setor industrial e ocupa cargo de Gerência ou Analista, atuando nas áreas de Administração e Planejamento Estratégico. A Pesquisa mostrou que a maioria tem registro no CRA, trabalha com Carteira Profissional assinada e tem renda individual mensal situa-se entre 3,1 e 10 Salários Mínimos e a renda média mensal é de 5,98 Salários Mínimos mensais. 

Na fase qualitativa, tanto o Administrador quanto o Tecnólogo, ao responderem a questão “Por que escolheram o curso em que se graduaram?”, a “vocação” não foi a primeira  opção escolhida.

Perfil Coordenador/Professor – Os homens também dominam no grupo “Coordenador/Professor”. Nesse grupo, a maioria é casado com idade entre 44 e 50 anos. Graduado em Administração, o coordenador/professor revelado pela Pesquisa é egresso de universidades particulares, com formação entre 1990 e 1999 e com título de Mestrado. 

Esses profissionais possuem registro profissional no CRA, dominam o idioma inglês e trabalha em apenas uma IES, mas leciona em cursos de Administração há seis anos e ministra aulas em duas ou três disciplinas. Sua carga horária semanal fica entre 31 e 40 horas, mas realiza trabalhos de consultoria como atividade paralela. 

Perfil Empresário/Empregador – Os empresários/empregadores que participaram da Pesquisa representam, na maioria, empresas da iniciativa privada, de porte micro e pequeno.

Eles exercem o cargo de Presidente ou são Proprietários/ Empresários e desenvolvem suas atividades na área da Administração e Planejamento Estratégico. 

De acordo com a Pesquisa, a organização desse Empresário/Empregador atua no setor de consultoria empresarial, com faturamento entre R$ 120.000,00 e R$ 1.200.000,00. Um detalhe interessante que ele prefere Administradores para o exercício gerencial, sendo que sua organização paga ao Administrador remuneração entre 3,1 e 10 salários-mínimos mensais. Sem contar que sua empresa possui registrada no CRA. 

Todos os resultados da Pesquisa 2015 podem ser acessados pela internet no site do CFA e estão apresentados por meio de Tabelas e Gráficos das tabulações das questões de cada público pesquisado e de Tabelas de cruzamentos entre perguntas, e podem ser obtidos em três níveis: Total Brasil (resultados ponderados), Total por Regiões (resultados ponderados) e por Estados. Estima-se que potencialmente poderão ser realizados 177.243 cruzamentos de dados envolvendo os quatro públicos pesquisados, todas Unidades da Federação, todas as Regiões e o total Brasil.