Você está aqui: Página Inicial / Serviços / Notícias / CFA / Quem é você?

CFA

Quem é você?

Comments
por imprensa 19/07/2016 16h32
Não vale responder: carreira ou profissão!

Imagine o primeiro encontro entre um rapaz e uma moça que acabam de se conhecer: ele diz "Pedro, sou geólogo". Ela indaga em um sorriso: "Gabriela, sou publicitária". Assim, começam a conversa. Informaram suas profissões, mas ainda estão longe de se conhecerem. Quais são seus sentimentos? Crenças? Valores? O que de fato pensam?

Nosso ímpeto em sempre relacionar quem somos ao trabalho indica nossa tendência em nos tornarmos escravos de nossas carreiras. Se focamos no que fazemos e não no que somos, mesmo que Gabriela crie as melhores campanhas de marketing e tenha um alto salário, há chance de sentir um vazio ou sofrer de estresse, entre outras interferências que podem atrapalhar sua performance.

A carreira como respostas de "quem sou eu?" é reflexo do cotidiano em que vivemos, onde há muita dedicação ao trabalho e pouco espaço para o autoconhecimento. É preciso olharmos internamente, entender nossas emoções, crenças, valores e pensamentos. Identificar quais são nossos gatilhos, tanto para a felicidade quanto para o medo.

Uma forma prática de reconhecer quem somos é aplicando a teoria do BE (ser) DO (fazer) HAVE (tem). O último está ligado ao que se tem: casas, carros, viagens, tudo que representa a ascensão profissional e econômica alcançada. O DO (fazer) se relaciona à questão da habilidade, o que se faz e quais os talentos necessários, sejam eles já ativos ou em desenvolvimento. Por fim, e principal ponto, vem o BE (ser), que é a essência da pessoa, que molda toda a personalidade e guia sua reação em cada caso.

Gabriela pode ser publicitária, mas sua verdadeira paixão é a literatura, enquanto Pedro ama basquete, apesar de trabalhar com o solo. Por isso, antes que alguém te pergunte quem é você, faça essa pergunta a si mesmo. Também se questione - Onde quero chegar? O que me interessa? Quais minhas paixões? Trabalhe o BE, descubra-se, somente assim é possível estar em consonância com seu modelo mental e evoluir como ser em todas as esferas.

Fonte: Rh.com.br