Você está aqui: Página Inicial / Serviços / Notícias / [CFA] / [ CFA ] Atuação responsável para melhor produção

CFA

[ CFA ] Atuação responsável para melhor produção

Comments
por imprensa 03/11/2014 17h54

Oficial de projetos da PNUD diz por que as grandes corporações devem se preocupar com as condições socioambientais de onde atuam

Quem começou as atividades vespertinas do “Curso de Capacitação e Formação de Multiplicadores para a promoção do Trabalho Decente e Responsabilidade Social” foi o oficial de projetos do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Renato Moya. O palestrante abordou a responsabilidade socioambiental das empresas.

Renato começou esclarecendo que as empresas têm a responsabilidade de olhar para todas as etapas do negócio, focada nas condições sociais e ambientais. “As organizações tem de promover o bem estar nos ambientes físicos onde atuam. Dessa forma melhora as condições de trabalho e, consequentemente, a produção”, afirmou.

Segundo o palestrante, a globalização da economia permitiu o surgimento de grandes empresas, geralmente multinacionais. Essas organizações atuam em diversos países, encontrando diferentes contextos sociais. Se a exploração do lugar em que estão fixadas não seguir diretrizes baseadas na responsabilidade socioambiental, o impacto dessa atuação pode ser degradante à comunidade e ao ambiente em questão.

“Além da iniciativa das próprias empresas em procurar desenvolver o lugar onde se inserem, os governos devem cobrar e fiscalizar. Existem casos em que multinacionais promovem projetos de desenvolvimento para uma comunidade onde a fiscalização é intensa, mas em contra partida usam de mão de obra escrava em países onde as leis são ‘frágeis’”, alertou Renato Moya.

De acordo com Moya, o que deve ficar claro para os empresários e as grandes corporações é que desenvolvendo a comunidade em que atuam, também desenvolverão os seus negócios. “Empregados renderão mais em uma atmosfera saudável para o trabalho e para a vida particular. Já os investidores terão bons olhos ao perceber a seriedade de uma exploração não predatória”, concluiu Renato.

Sobre o evento – O Conselho Federal de Administração (CFA), a Organização Internacional do Trabalho (OIT), o Conselho Regional de Administração do Rio de Janeiro (CRA-RJ), o Conselho Regional de Administração do Rio Grande do Sul (CRA-RS) e a Organização das Nações Unidas (ONU) realizam, de 3 a 7 de novembro, o “Curso de Capacitação e Formação de Multiplicadores para a promoção do Trabalho Decente e Responsabilidade Social”. O evento acontecerá em Brasília e a expectativa dos organizadores é reunir cerca de 60 participantes.

Voltado para os profissionais de Administração registrados nos Conselhos Regionais de Administração (CRAs), o curso visa capacitar Administradores nos temas relacionados aos direitos humanos e promoção do trabalho decente, desenvolvendo suas habilidades para utilizar os instrumentos e mecanismos das Convenções da OIT e normas internacionais das Nações Unidas em termos de trabalho decente e direitos humanos no mundo do trabalho.

Dentre os temas a serem abordados estão a Agenda do Trabalho Decente, Saúde e Segurança no Trabalho, Empresas Sustentáveis, Discriminação no Local de Trabalho, Responsabilidade Social, Emprego, dentre outros temas relevantes. As palestras são proferidas por renomados especialistas oriundos de diversos países.

 

Assessoria de Comunicação CFA