Você está aqui: Página Inicial / Serviços / Notícias / [CFA] / [ CFA ] Inovar para crescer

CFA

[ CFA ] Inovar para crescer

Comments
por imprensa 29/10/2014 19h36

Empresário supermercadista discursa a respeito da criatividade e sagacidade para inovar no comércio varejista usando a tecnologia

 

A dinâmica de mercado mudou. Os avanços tecnológicos deram uma nova cara a economia e, consequentemente, a Administração. Fusões e associativismos provam que a concorrência também ganhou nova cara. “Para ser competitivo é preciso inovar”, foi o que afirmou o presidente da Federação da Câmara de Dirigentes Lojistas do Ceará e presidente eleito da Confederação nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), Adm. Honório Pinheiro em palestra cujo tema central foi “Inovação no varejo”.

Honório começou a discursar parabenizando os organizadores do evento e agradecendo a oportunidade. “Sinto-me lisonjeado pelo convite”, disse o empresário. Em seguida falou brevemente sobre a sua formação e a dificuldade em cursar uma faculdade em sua época de universitário. “Passei no vestibular de uma universidade particular, mas não tinha como pagar. Formei-me Administrador graças a uma bolsa de estudos”, lembra.

Segundo Pinheiro, os profissionais de Administração precisam se valorizar e se unir. “Eventos como o XXIII ENBRA são oportunidades preciosas para discutir essa necessidade”, frisou. O palestrante lembrou que os profissionais de Administração têm de compreender que, assim como a tecnologia, as relações mercadológicas evoluíram, passando para um novo patamar. Hoje, empresas concorrentes, principalmente as pequenas, devem procurar uma forma de cooperação.

Descontraidamente o empresário comparou os supermercadistas aos banqueiros. “Os dois profissionais se parecem, porém os banqueiros são bilionários e os supermercadistas quebrados”, brincou. A afirmação precedeu um dado real, o maior destaque em relação a utilização de tecnologia no varejo está com os supermercadistas, do mesmo modo que banqueiros prescindem dos avanços tecnológicos.

“Os jovens se mostram desesperados mesmo com toda facilidade que o avanço da tecnologia os proporciona. Eles não entendem que o diferencial está na inovação”, atestou o empresário. Segundo ele, o mesmo software utilizado nas redes de supermercado Wall Mart serve aos pequenos varejistas. A diferença está na estratégia de uso desses recursos.

Por fim, Honório Pinheiro resumiu, em alguns passos, como inovar com tecnologia o comércio varejista. De acordo com ele, os gestores devem buscar para as empresas uma nova postura frente a competitividade, receptividade a novas ideias, flexibilidade e estratégia de mudança de foco quando necessário.

Wellington Penalva

Assessoria de Imprensa CFA