Você está aqui: Página Inicial / Serviços / Notícias / [CFA] / [ CFA ] Plateia e palestrantes dão show no Conamerco

CFA

[ CFA ] Plateia e palestrantes dão show no Conamerco

Comments
por imprensa 19/05/2016 19h06

Entre atenção cartesiana e participação irrestrita, participantes enriquecem evento e dão lição de trabalho conjunto

Interação e conhecimento são as palavras que definem a manhã do segundo dia do XXII Congresso de Administração do Mercosul (Conamerco). Foram duas exposições: o painel “Ciência, tecnologia e inovação: uma experiência governamental”; e a palestra “O papel do Administrador no desenvolvimento das Startups”. A primeira contou com a participação do público em forma de questionamentos; a segunda dividiu os holofotes com o público.

Quando os professores Roberto Pacheco e Déborah Bernett subiram ao palco, estudantes e profissionais de Administração silenciaram. Todos queriam entender as atribuições dos Administradores no desenvolvimento e construção das ciências públicas. Ao fim da explanação, o silêncio foi quebrado dando espaço ao debate que tirou tantas dúvidas quanto o tempo permitiu.

O Debate destacou a necessidade de renovar as técnicas aplicadas para o desenvolvimento dos projetos na Administração pública. “Se antes a ciência era estudada para trazer resultados para a sociedade, hoje procuramos fazer a ciência com a sociedade para mais resultados,” enfatizou Pacheco.

Após um breve intervalo, quem não conhecia Bruno Perin demorou a entender o que um jovem usando jeans, camiseta, tênis e boné fazia a frente do palco. Como a irreverência do seu estilo, Perin veio falar sobre a irreverência das ideias e negócios, as startups. O público – composto por muitos jovens – recebeu muito bem a apresentação.

Enquanto explicava o conceito de startup e citava exemplos de grandes ideias que ganharam o mercado, Perin fez o público se mexer com dinâmicas didáticas. Lembrou ainda que a humildade é fundamental na hora de desenvolver novas ideias: “objetivos devem ser maiores do que o ego”. Por fim, cantou a música “Só os loucos sabem”, do Charlie Brown Jr, em coro com os participantes.

A chama acendida pelo ex-capitão do Bope Paulo Storani, na abertura do Conamerco, se manteve viva por toda a manhã desta quinta-feira. O público presente divide o protagonismo com especialistas e palestrantes. Sai ganhando o congresso e, sem dúvida, a Administração no Mercosul.

 

Assessoria de Comunicação CFA