Você está aqui: Página Inicial / Serviços / Notícias / [CFA] / [ CFA ] XXIII ENBRA - Comunicação sem fronteiras

CFA

[ CFA ] XXIII ENBRA - Comunicação sem fronteiras

Comments
por imprensa 31/10/2014 16h31

Avanço da tecnologia possibilita  acesso a informações e conteúdos de qualquer lugar do mundo 

Segundo estimativa da União Internacional de Telecomunicações (UIT), em 2025 o mundo terá mais de 100 bilhões de dispositivos móveis, dos quais 30 bilhões serão voltados para comunicação interpessoal como celulares, tablets, leitores eletrônicos e smartphones e mais de 70 bilhões serão dispositivos máquina a máquina. O dado foi apresentado pelo jornalista especializado em tecnologia, Ethevaldo Siqueira, durante a palestra que proferiu no terceiro dia do XXIII Encontro Brasileiro de Administração, em Fortaleza-CE. 

Intitulada “Os dois lados na inovação tecnológica: como proteger o emprego e renda e os valores morais e éticos”, a palestra apresentada pelo conferencista abordou temas ligados a revolução da mobilidade 3.0. De acordo com Ethevaldo, é “necessário adequar as técnicas de administração aos processos de inovação tecnológica”. 

Entre essas inovações estão as redes sociais que ajudam a conectar milhões de pessoas no mundo inteiro, principalmente por meio dos smartphones.  “O homem é um ser móvel. A informação também precisa ser móvel e isso faz com que o ser humano necessite estar conectado em qualquer lugar”, disse o palestrante, comparando o celular ao canivete suíço. 

Com o avanço da tecnologia móvel e da banda larga, as pessoas passaram a ter acesso a conteúdos, arquivos e programas a qualquer hora e em qualquer lugar do mundo. Hoje é possível ler jornais do mundo inteiro antes mesmo da edição impressa chegar a casa do assinante, por exemplo. Entretanto, a quantidade de informações recebidas gera, segundo o palestrante, um grande desafio: “Recebemos um tsunami de informações. É preciso extrair o que for útil dessa massa de dados”, reforçou Ethevaldo. 

Além disso, as tecnologias estão permitindo democratizar o ensino no mundo por meio da educação a distância. Universidades renomadas como Harvard e Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) já oferecem cursos gratuitos via internet, iniciativa que possibilita compartilhar conhecimento e capacitar milhares de pessoas. A mobilidade 3.0 revolucionou, ainda, a forma como as reuniões são realizadas: não há mais necessidade de deslocamento, já que é possível tomar grandes decisões por meio de teleconferências. 

Para Ethevaldo, é preciso se atualizar constantemente. “A empresa que não fizer isso, vai deixar de existir”, explica, lembrando que o conselho vale também para a vida profissional de cada um, inclusive os profissionais de Administração. “O Administrador que não se atualizar entra em estado de obsolescência. Torna-se descartável. A atualização de conhecimento é um grande desafio para todos nós”, disse. 

Ao final, o palestrante defendeu que a empresa do século 21 precisa “aceitar mais desafios e abraçar o imprevisível”. Citando alguns questionamentos de que a tecnologia pode isolar as pessoas, ele explicou que nada em excesso pode levar a bons resultados. “A tecnologia, usada com bom senso, pode revolucionar não só a Administração, mas a vida”, ensinou Ethevaldo finalizando sua apresentação.

Ana Graciele Gonçalves

Assessoria de Imprensa