Você está aqui: Página Inicial / Serviços / Notícias / [CFA] / Em solidariedade e respeito às mulheres brasileiras

CFA

Em solidariedade e respeito às mulheres brasileiras

Comments
por imprensa 27/05/2016 19h41

Quando fiquei a par do estupro coletivo ocorrido em uma favela do Rio de Janeiro, custei a acreditar. Sou pai de três mulheres e avô de uma menina. Ao me deparar com notícias como essa é inevitável me por no lugar da família. Poderia dizer que sinto revolta – o que sinto – mas esconder que o ódio e o asco me preenchem diante do fato, seria desumano.

Estamos no mês das mães, logo o mês de milhões de brasileiras, incluindo a jovem de 16 anos brutalmente agredida, mãe de uma criança de três anos. No Brasil, a cada 11 minutos uma mulher é violentada. O dado não retrata a realidade, uma vez que a maioria dos casos não é registrado.

Os responsáveis por esse infortúnio podem ser muitos, dos que promovem o machismo aos que se calam. É difícil definir. A única certeza que tenho é que a vítima JAMAIS pode ser culpada.

Desse modo, exijo aos órgãos competentes uma resolução rápida do caso. Os responsáveis devem ser encontrados e julgados sob todo o rigor da Lei.

Publico essa nota não como presidente de uma Autarquia Federal, mas como um pai de família. Na posição de cidadão brasileiro, almejo apenas Justiça!

 

Sebastião Luiz de Mello

Presidente do Conselho Federal de Administração